I Festival Flamenco Casino Estoril

COM APOIO DE

I Festival Flamenco Casino Estoril

Tradición y vanguardia

Passaram 85 anos desde a inauguração do Casino Estoril. Pelos seus vários cenários passaram artistas internacionais como Shirley Bassey, Rita Coolidge, Juliette Greco, Roberta Flack, Caetano Veloso, Amália Rodrigues, Ray Charles, Aznavour, Tonny Bennet, Glenn Miller, Liza Minelli ou os espanhóis Julio Iglesias, Rocío Jurado, Isabel Pantoja ou Joaquín Cortés, entre outros.

Em 2016 o Casino Estoril aposta por um Ciclo de Baile Flamenco e pela estreia em Portugal da bailarina e coreográfa Rocio Molina, artista imprescindível no corolário da dança no mundo, galardoada recentemente com o SPECIAL AWARD FOR EXCEPCIONAL ARTIST (London 2015 National Dance Awards), e a cantora, compositora e guitarrista Rosário “La Tremendita”, finalista dos prémios Grammy Latino ao melhor álbum de música flamenca.

Agradecemos o esforço do Casino Estoril e aos nossos patrocinadores, que nos dão apoio contínuo e não queremos passar do desejo da nossa artista de incluir o público português nesta cerimonia do bem entre os nossos povos.

GALERIA

Luis el granaino

Cante
& Companhia Flamenco Atlântico

EL YIYO

El Yiyo é um jovem “bailaor” que cresceu nos palcos. Nasceu “bailaor” e a sua paixão pelo baile levou-o a aprender e formar-se em dança clássica e contemporânea, o que lhe permitiu ampliar os seus recursos e versatilidade.

Com apenas 18 anos foi cabeça de cartaz em mais de 20 festivais em Espanha, França, Portugal e Taiwan. Colaborou com figuras como Eva Yerbabuena, Estrella Morente, Mayte Martín , Pitingo, Farruquito.

O seu carisma e expressividade quando sobe ao palco prometem um brilhante futuro na cena nacional e internacional do flamenco.

GALERIA

Jose Garcia Cheito

Cante

Antonio Andrade

Guitarra
& Companhia Flamenco Atlântico

URSÚLA MORENO CIA.

Realiza os seus estudos de dança e arte dramático no Real conservatório de Música e Dança de Málaga.

Amplia os seus conhecimentos de flamenco com professores como “Tona Radely”, “Luci Montes” (Málaga), “Loli Flores”, “Matilde Coral” e “Carmen Juan” (Sevilha); bem como com “María Magdalena”, “Antonio Canales”, “Carmen Cortés”, “La China” e “Adrián Galia” (Madrid).

É directora artística dos “Cursos Internacionais de Flamenco” La Puebla de Cazalla (Sevilla) e Málaga. Professora de academias flamencas no estrangeiro.

GALERIA

Manuel de la Nina

Cante
& Companhia Flamenco Atlântico

AITANA DE LOS REYES CIA.

Filha de guitarrista e de “cantaora” é descendente do “Viejo Agujetas” e da familia Amaya, grandes dinastías de flamenco de Jerez de la Frontera. Sobe pela primeira vez ao palco com 4 anos, para logo entrar nos do mundo.

Para os críticos é considerada uma “bailaora” de raça, com força e muita elegância. Desde pequena que faz a coreografia dos seus bailes e foi uma das protagonistas do programa “MI PRIMER OLÉ” do Canal Sur com Paco Lobaton. Foi também MISS FLAMENCA 2013.

GALERIA

Alfredo Tejada

Cante
& Companhia Flamenco Atlântico

ROCÍO GARCÍA

“Bailaora” com vários prémios nas categorias de baile e coreografia. Actualmente tem a sua companhia “AL ALBA”, com a qual faz giras por todos os grandes festivais de flamenco de Espanha.

Trabalha também para o “Le Théâtre National de Chaillot” (Paris) com o espectáculo “OLÉ” de José Montalvo.

GALERIA

Laura Abadía

Cante
& Companhia Flamenco Atlântico

PALOMA FANTOVA CIA.

Paloma Fantova, nasceu em 1989, em Puerto Real (Cá́diz).Começou a dançar aos 4 anos, acompanhada á guitarra pelo pai, que lhe transmitiu as raízes do flamenco. Aparece pela primeira vez na televisão espanhola aos seis anos e pouco tempo depois, Antonio Canales decide contar com ela como “bailaora” principal na obra “Bailaor y Raíz”, com recitais prestigiados em Teatros como o Teatro Apollo de Madrid, onde Antonio Canales, a quem preguntam sobre quem seria a promessa do baile flamenco, não hesita em responder o nome de Paloma Fantova. Joaquín Cortes convida Paloma, em 2010, para o seu espetáculo “CALE”́ e desde 2012, atua em toda a Europa e América em espectáculos de Tomatito e como representante do baile flamenco, em diversos festivais, um pouco por todo o mundo.

GALERIA

Diego el Gavi

Cante

& Companhia Flamenco Atlântico

BRUNO DAVID

Bailarino Evorense, residente em Évora

Jovem promessa de 18 anos nascido em Évora. Bailarino emergente e fronteiriço, formado na escola de Inês Ramalhinho, convidado do festival de Flamenco de Lisboa onde actuou em Évora, dentro dos concertos do festival.

GALERIA

Rocío López

Cante
& Companhia Flamenco Atlântico

JOSÉ GALVAÑ

A pesar da sua juventude, José conta com uma das carreiras mais amplias do Ciclo. Aluno de Mario Maya, antes de ganhar o 23º concurso de baile flamenco de Ubrique, um dos mais importantes desta disciplina, estudou no centro flamenco “La Chumbera” de granada, no Amor de Dios em Madrid, e com Cristina Hoyos de Sevilha. Fez parte de companhias internacionais como a de Mario Maya, Alejandre Granados ou Rafaela Carrasco entre outros. Actualmente é coreográfo da companhia António Andrade, com a qual faz giras mundiais

GALERIA

Alfonso Carpio

Cante
& Companhia Flamenco Atlântico

MONICA CARRIÓN

Licenciada no conservatório de dança em Malaga, tem 15 anos de experiência no mundo da daça.Bailarina principal da companhia de prestigío Carmen Mota, com 5 casinos em Espanha.Substituta de Úrsula Moreno no espectáculo “mi Carmen Flamenca” da companhia António Andrade.

GALERIA

Bastián Blanco

Cante

& Companhia Flamenco Atlântico

DAVID MARTÍN

Malaga, vive em Madrid

Forma parte desde os 18 anos do ballet flamenco da “bailaora” Sara Baras, com quem teve o previlegio de dançar nos melhores teatros do mundo, tais como Theatre the champs-Elysees (París), Teatro de Royal Albert Hall (Londres), Royal Opera House (Sídney), City Center Theatre (Nova York) e Palacio de Las Bellas Artes (Cidade do México), entre outros e partilhar cenários com artistas como Josep Carreras, Guadiana, Rancapino, Joan Valent, Ara Malikian y Tin Ries entre outros.

Actualmente forma parte dos seis bailarinos que integram o espectáculo flamenco “Voces” da companhia Sara Baras.

GALERIA

Diego El Gavi

Cante

& Companhia Flamenco Atlântico

ANABEL VELOSO

Artista Almeriense, residente en Sevilla

A inclinação pela arte de Anabel tem lugar desde os seus primeiros passos em Almeria, sua terra natal onde combina a sua vocação artística com a vocação didacta.

Destaca se a sua participação como estudante no Festival de Flamenco de Jerez com os prestigiosos maestros Manolo Marín, Matilde Coral, Eva la Yerbabuena, Merche Esmeralda, Manolete, Rafaela Carrasco, a maestra jerezana Angelita Gómez, José Antonio, o genial Maestro Granero e Javier Latorre entre outros.