Festival Flamenco de Lisboa 2018

COM APOIO DE

Festival Flamenco de Lisboa 2018

 

O Capitólio acolhe este ano, de 24 a 26 de Outubro, os concertos do festival Flamenco de Lisboa 2018.O Flamenco é uma referência incontornável da cultura espanhola que em 2010 foi eleito Património Imaterial da Humanidade.

Este ano trazemos a Lisboa alguns dos mais conceituados artistas do atual panorama do baile, canto e guitarra. No Tributo anual a Paco de Lucia, as irmãs Ursula e Tamara López, “Bailam” a essência do Maestro com um enorme sentimento e talento. Estreia em Portugal.

Esther Merino, convidada do festival Flamenco de Lisboa em 2011, com grande êxito e ganhadora dos grandes prémios dos últimos anos nos festivais de Flamenco de Espanha.

Maria Juncal, também convidada em 2011, artista internacional, “bailaora” e coreografa, volta a Lisboa para validar o êxito anterior.

Dúo del Mar, com Marta Robles e Ekaterina Záytseva estreiam em Portugal o espectáculo “Ritmos de Sabicas”, uma homenagem ao já falecido guitarrista de flamenco Sabicas.

Para além destes concertos, o festival Flamenco de Lisboa integra ainda um vasto leque de actividades – filmes, exposições, palestras e workshops- oferecendo na sua XXI edição uma perpectiva ampla e transversal da genuina arte do flamenco.

Estamos à sua espera.

“BAILÁNDOTE”

ENTRE DOS AGUAS

A PACO DE LUCÍA

Cia.FlamencoDanza

ÚRSULA  E TAMARA LÓPEZ  

 

O conceito do espetáculo, musicalmente ordenado por Javier Patino, guitarrista de Jerez de la Frontera, Tamara e Úrsula  López, são praticamente os mesmos, ou seja,  as novas influências do contemporâneo sobrepõem-se às vezes a expressão mais “jonda”, dando assim riqueza a cada movimento através dos braços virtuosos.

Claro, sempre voltando à essência, ao “jondo” ou ao folclore. Qualquer detalhe é cuidado e os trajes de toda a gala tornam cada número  especial. Emoção e elegância num espetáculo dedicado ao Grande Mestre.

A sensualidade dos movimentos  convida-nos  à transgressão da dança que é harmonizada quando pensamos sobre o caminho que Paco de Lucía empreendeu ao romper barreiras musicais, já que não há mensagem sem intenção e as bailaoras conseguiram  com o cante de Gema Caballero, lembrar a universalidade do flamenco.

Um espectáculo  trabalhado com amor. Úrsula e Tamara, duas irmãs nascidas no baile que vêm a Portugal para lembrar também o sangue português do Mestre.

“MIL Y UNA RAZONES”

FLAMENCO DE EXTREMADURA

ESTHER MERINO

 

Esther Merino Pilo nasce em Badajoz.

Com 17 anos, esta jovem cantaora começa a subir aos cenários e a desenvolver o que hoje em dia considera a sua vocação, o cante flamenco.

Possuidora de uma voz brilhante, vigorosa e rica em nuances, o que Esther Merino oferece nas suas atuações é um extraordinário conhecimento dos cantes que executa, sempre na linha mais ortodoxa e com honestidade louvável.

http://esthermerino.com/

“EMOTIONS”

CIA.BAILE FLAMENCO

MARIA JUNCAL

 

Emoção através da guitarra, do canto e da dança – Uma experiência rica em sensações como a própria vida – Juncal,  juntamente com  dois virtuosos cantores e uma guitarra, oferece – nos uma jornada de cores e sentimentos – Martinete, guajiras, alegrías e solea, a rota do flamenco vibrará no palco.

Mostra-nos o mundo das mulheres, a emoção feminina rude e pura.

Diz a critica que Maria Juncal é a melhor bailaora do tempo presente, que nos deixará sem respiração.

75 minutos de emoção.

RITMOS DE SABICAS

DÚO DEL MAR  

 

A guitarrista clássica Ekaterina Záytseva, maestra indiscutível da sua geração e Marta Robles, uma das poucas mulheres solistas no mundo da guitarra flamenca.

Sabicas unia na perfeição as técnicas próprias da guitarra flamenca e clássica nas suas composições, pelo que se converte em figura de especial interesse para o Dúo, levando-as a criar um novo espetáculo baseado na música e personalidade do maestro.